CAP 1 e ETA 1

CAP 1 e ETA 1

No bairro Três Marias localiza-se a CAP1, que represa e capta água do córrego da consulta, utilizando-se de duas bombas de 350 CV de potência, sendo uma reserva da outra; com capacidade de recalcar cerca de 480 m³/h de água bruta. Esta que por meio de adutoras transporta a mesma até a ETA1 onde esta será tratada.

Na ETA1 a água bruta chega e após passar pela calha parshall  começa a ser tratada recebendo um produto denominado “PAC” (Policloreto de alumínio), produto químico próprio para o tratamento de água, este que substitui a cal e o sulfato de alumínio. Com o “PAC” o processo de coagulação tem-se início, esta que é empregada para remover as impurezas que se encontram em suspensão fina, em estado coloidal ou em solução, sendo suas funções principais desestabilizar, agregar e adquirir colóides, para transformá-los em coágulos.

Após a coagulação teremos a floculação, com 4 floculadores  que trabalham em velocidades diferentes, nesta etapa a água recebe um polímero não aniônico que ajuda na floculação, chamado assim por formar flocos na água. Com a continuidade da agitação (passando pelos floculadores) estes flocos tendem a se aderir uns aos outros se tornando pesados. Outro quesito a ser observado é a importância das analises químicas em laboratório, a fim de verificar a concentração ideal do coagulante a ser aplicada em toda massa liquida, no ponto de maior agitação.

Próxima etapa se consiste na decantação dos flocos, o decantador possui um movimento laminar com baixa velocidade limitando aos flocos sedimentarem ao fundo do mesmo. O decantador da ETA1 possui escoamento da água vertical, onde a água é dirigida para a parte inferior, elevando-se em movimento ascendente ate a superfície do tanque. A limpeza e lavagem dos decantadores consistem, basicamente, na remoção dos flocos acumulados no fundo do tanque, de modo que estes não interfiram na qualidade da água retirada da superfície e encaminhada às etapas seguintes, esta limpeza é realizada semanalmente.

Na ETA1, utilizam-se dois decantadores, pois, numa reforma aumentou-se a vazão de água tratada, sendo necessário reativar um decantador que estava inoperante, ficando assim com dois decantadores em seqüência.

Depois de decantada a água segue para a filtração, este que possui objetivo de remover as impurezas, partículas sólidas que não foram removidos no decantador, resultando num efluente final de melhores características que o efluente do decantador. Na filtração ocorre o processo de coagem e absorção, isto é, adesão das impurezas nos grãos do leito filtrante. Esses filtros são levados sempre que necessário, a água percorre o filtro em sentido contrario ao de filtração, ou seja, a água entra por baixo empurrando a sujeira para cima.

Após a filtração a água recebe através de bomba dosadora, cloro (para a desinfecção) e flúor, este segundo que de acordo com as legislações existentes, a concentração de flúor para as águas de abastecimento público para o ser humano de estar entra 0,6 a 0,8 mg/l.

A água após o tratamento ela é armazenada em reservatórios. Na ETA1 o volume total destes reservatórios é cerca de 3 milhões de litros de água.

Para um melhor controle da qualidade, a cada hora é feita analises de cloro e pH; são coletadas em diferentes pontos da cidade 80 amostras mensais para analises e assim conseguir manter um nível alto na qualidade da água tratada pela ETA1.